Com o objetivo de partilhar as aprendizagens ao longo do semestre, tiveram lugar as II Jornadas Cientifico-Pedagógicas de Inovação e Sustentabilidade, sob o tema “Modelos de Negócio Sustentáveis com um foco na Economia Circular”. Nestas Jornadas, foram analisadas, sob diferentes perspetivas, as novas tendências de modelos de negócio sustentáveis e com impacto social.
Os estudantes da UC de Empreendedorismo Social do Curso Técnico Superior Profissional de Apoio à Gestão de Organizações Sociais apresentaram alguns vídeos que permitiram refletir sobre as empresas sociais. Este é um conceito que ainda é pouco conhecido em Portugal, tratando-se de empreendedores que decidiram criar negócios com impacto social positivo e que contribuem para a resolução de problemas da sociedade.
Também os estudantes da UC de Gestão da Inovação da licenciatura em Marketing apresentaram alguns trabalhos em formato poster e relacionados com diversos formatos de divulgação de produtos e serviços inovadores.
Para além destas apresentações, as Jornadas tiveram ainda a participação do Prof. Luís Luz do Instituto Politécnico de Beja, que abordou os desafios de iniciar e manter a empresa social MyFarm, bem como os impactos mais significativos, quer para os agricultores, do ponto de vista de escoamento de produtos, quer para os alunos, do ponto de vista do desenvolvimento de competências.
A Prof.ª Cristina Sousa do ISCTE-IUL, abordou a temática da economia circular e novos modelos de negócio, deixando um exemplo de um projeto europeu que explora inovação no âmbito de um novo paradigma de aluguer de máquinas de lavar roupa.
Houve ainda espaço para o testemunho da estudante Camilla Gabrielle da University of Cassino and Southern Lazio, Italy, que no âmbito da sua tese de mestrado, apresentou o tema “Fashion and circular economy: A future vision”, partilhando o caso de uma empresa que desenvolveu um método para a produção de matériais para confeção têxtil a partir de cascas de citrinos.

Previous Post Next Post