PROJETO LEARN2BEHAVE | APLICAÇÃO MÓVEL “MINHA ENERGIA”

O aumento da eficiência energética tem sido apontado como um grande objetivo social, motivando muitas estratégias que têm procurado transformar o mercado, com grande sucesso no que diz respeito à substituição de equipamentos por novas soluções com consumo menores.
Para além da dimensão tecnológica, os comportamentos, materializados pelas escolhas dos utilizadores na utilização dos equipamentos de uso final, desempenha um papel fundamental na realização das reduções de consumo esperadas. Contudo, o conhecimento sobre as razões que norteam os comportamentos em termos de consumo energético é ainda muito limitado, sendo naturalmente muito específico da realidade social dos consumidores em causa, dependendo de múltiplas variáveis (pessoais, contextuais, tecnológicas, ambientais, etc). Sem este conhecimento, a conceção de medidas de promoção da eficiência energética e de uma utilização mais racional dos recursos energéticos, com impacto ao nível dos comportamentos, não será tão eficaz quanto poderia ser, e essa tem sido a perceção de vários intervenientes neste projeto, no âmbito da sua ação enquanto consultores ou promotores de medidas de eficiência energética.
O objetivo do projeto Learn2Behave é caracterizar e influenciar comportamentos na utilização de serviços energéticos, com destaque para a energia elétrica, procurando contribuir para um aumento na eficiência energética e uma redução de custos, disseminando boas práticas como forma de retribuição pela colaboração dos consumidores.
No âmbito do projeto foi desenvolvida uma aplicação móvel (app), denominada "Minha Energia" (disponivel no PlayStore para o sistema Android), que pretende ser uma ferramenta de pesquisa para caracterização dos comportamentos dos utilizadores finais e de esclarecimento, dando dicas e conselhos sobre as alternativas mais adequadas, no que diz respeito à utilização de serviços de energia. Para além da caracterização de comportamentos, existe um Quiz que adota uma estratégia de gamificação para o envolvimento de jovens adultos.
O desenvolvimento do projeto seguiu uma abordagem multidisciplinar, incluindo engenharia eletrotécnica, ambiente, informática e ciências sociais, tendo envolvido docentes, estudantes e investigadores de três instituições de ensino superior (Institutos Politécnicos de Coimbra, Leiria e Setúbal) e um instituto de investigação (INESC Coimbra).
O projeto contou também com a apoio de três agências de energia (AREAC, ENA e ENERDURA).

Previous Post Next Post